A. corpos celestes
1. O movimento dos corpos celestes: A Lua
A Terra gira sobre seu eixo de oeste para leste, uma volta a cada dia. Mais precisamente, uma rotação completa da Terra em torno do seu eixo é “um dia”. Este movimento da Terra é o muito significativo, e define o dia e a noite. Por ele também vemos o sol nascer no leste e se por no oeste, e por isso vemos a lua e as estrelas brilhando desde o Oriente e sumindo ao Ocidente.
Este movimento da Terra em torno do seu eixo faz com que todos os corpos celestes – o sol e a lua, os planetas e as estrelas – todos brilhando e girando a cada dia. Na verdade, todo o universo gira uma vez por dia, devido ao movimento da Terra em torno de si.
A lua gira em torno da Terra, uma volta por mês. Mais precisamente, uma rotação completa da Lua em torno da Terra cria o mês.

Devido a relação de posição entre o giro da Terra, Sol e Lua, a Lua é mais estreita no início deste mês e segue ganhando luz no decorrer do mês. No meio do mês a lua fica completamente iluminada, e em seguida começa decrescer, até que no final do mês tenha desaparecido, em seguida novamente com um pequeno iluminar do Sol ao seu lado esquerdo, retorna a crescer

A lua desaparece da vista no final do mês, e está pronta para começar a reaparecer, é chamado “MOLAD”e marca o início do mês Judaico.

O ciclo lunar dura aproximadamente 29 dias e meio.

 

2. O movimento do sol
Uma volta da Terra em torno do Sol demora um ano. Porquê,uma volta da Terra em torno do Sol cria o ano. “um Shanah (Ano)” são as quatro estações: primavera, verão, outono e inverno . A duração de um ano é 365,2422 dias.
A rotação da órbita da Terra é chamada Rotação. E o caminho que a Terra se move em torno do Dol é chamado de “Translação”.
Durante o ano, ao girar em torno do Sol e inclinar-se, temos em maior evidência algumas constelações no nosso céu. Às constelações, foram dados nomes pela forma com a qual se pareciam. Essas constelações são conhecidas como Zodíaco (Mazalot). Dividindo a esfera espacial em 12 partes, que são conhecidas como 12 signos do Zodiaco.
A suposição de que a época com a qual a pessoa nasceu ou sob o regimento de determinado astro determinarão a sorte da pessoa ao crescer, ou sua sorte financeira ou amorosa, essas crenças não têm base no judaísmo e na ciência. São crenças enraizadas do mundo antigo, eles pensavam pensou que os corpos celestes determinavam o destino da humanidade. Portanto criaram várias previsões do horóscopo – eram homens inteligentes, mas a inteligência estava longe deles.

3. O Mês
A base do ano judaico são seus meses e eles determinam a duração de um Ano Judaico, podendo ter vezes 12 ou vezes 13 meses.
Este mês é um tempo astronômico (média) que dura entra uma Lua Nova e o Próximo MOLAD. MOLAD, como sabemos, é o momento em que a lua fica completamente escura no final do Mês.
O comprimento do mês nós sabemos pela a tradição rabínica:. 29 dias, 12 horas e 793/1080 de tempo (44 minutos e -3.33 segundos). Os Sábios, por conveniência, arredondaram o tempo para -1080 partes.
O comprimento do mês nos cálculos do calendário judaico são feitos com precisão até hoje (a precisão chega à metade de um segundo).
Sabemos que um mês deve ser entendido com dias completos, sua duração então será normalmente de 29 dias um mês, e o mês seguinte 30 dias. Desta forma, adicionando 12 horas que sobraram no mês de 29 dias ao mês vindouro.
O MOLAD é anunciado nas sinagogas com base nestes cálculos.
A duração de 12 meses lunares é 354 dias.

4. O Ano
A base do calendário comum é o ano. Um ano é uma volta da Terra em torno do Sol, e seu comprimento, como é conhecido hoje em dia – 365 dias, 5 horas, 48 minutos, 46 segundos. Um ano é um ciclo completo das estações, que são determinados pelo ângulo do sol em relação à Terra.

De acordo com o calendário Judaico, nossos dias oscilam as horas, já que temos por base as “Horas claras”e as “Horas escuras” do dia. Que variam entre as Estações do Ano.
O calendário comum divide o ano em 12 meses por razões históricas e por conveniência. Para eles, o mês lunar não tem nenhuma importância, simplesmente dividem em 12 partes um giro da Terra em torno do Sol.

5. Mês e o Ano do calendário judaico
O Calendário judaico é regido pelos ciclos lunares, e é adaptado com um mês adicional eventualmente para adequa-lo às estações do ano. Para completarmos esta falta de dias no ano lunar adicionamos o mês de Adar II, estes anos são chamados Anos “Meubéret”.

Isto causa com que nossas festividades sempre ocorram nas mesmas Estações do Ano. Já que nossos festivais são fixados com base no calendário agrícola.

 

Rav Y. Lopes