Leis de Arrependimento
Hilchot Teshuvah
Rambam, Mishneh Torá, Seder Hamadá Capítulo 1

1, 1

כָּל מִצְוֹת שֶׁבַּתּוֹרָה בֵּין עֲשֵׂה בֵּין לֹא תַּעֲשֶׂה אִם עָבַר אָדָם עַל אַחַת מֵהֶן בֵּין בְּזָדוֹן בֵּין בִּשְׁגָגָה כְּשֶׁיַּעֲשֶׂה תְּשׁוּבָה וְיָשׁוּב מֵחֶטְאוֹ חַיָּב לְהִתְוַדּוֹת לִפְנֵי הָאֵל בָּרוּךְ הוּא שֶׁנֶּאֱמַר (במדבר ה-ו) “אִישׁ אוֹ אִשָּׁה כִּי יַעֲשׂוּ” וְגוֹ’ (במדבר ה-ז) “וְהִתְוַדּוּ אֶת חַטָּאתָם אֲשֶׁר עָשׂוּ” זֶה וִדּוּי דְּבָרִים. וִדּוּי זֶה מִצְוַת עֲשֵׂה. כֵּיצַד מִתְוַדִּין. אוֹמֵר אָנָּא הַשֵּׁם חָטָאתִי עָוִיתִי פָּשַׁעְתִּי לְפָנֶיךָ וְעָשִׂיתִי כָּךְ וְכָךְ וַהֲרֵי נִחַמְתִּי וּבֹשְׁתִּי בְּמַעֲשַׂי וּלְעוֹלָם אֵינִי חוֹזֵר לְדָבָר זֶה. וְזֶהוּ עִקָּרוֹ שֶׁל וִדּוּי. וְכָל הַמַּרְבֶּה לְהִתְוַדּוֹת וּמַאֲרִיךְ בְּעִנְיָן זֶה הֲרֵי זֶה מְשֻׁבָּח. וְכֵן בַּעֲלֵי חַטָּאוֹת וַאֲשָׁמוֹת בְּעֵת שֶׁמְּבִיאִין קָרְבְּנוֹתֵיהֶן עַל שִׁגְגָתָן אוֹ עַל זְדוֹנָן אֵין מִתְכַּפֵּר לָהֶן בְּקָרְבָּנָם עַד שֶׁיַּעֲשׂוּ תְּשׁוּבָה וְיִתְוַדּוּ וִדּוּי דְּבָרִים שֶׁנֶּאֱמַר (ויקרא ה-ה) “וְהִתְוַדָּה אֲשֶׁר חָטָא עָלֶיהָ”. וְכֵן כָּל מְחֻיְּבֵי מִיתוֹת בֵּית דִּין וּמְחֻיְּבֵי מַלְקוֹת אֵין מִתְכַּפֵּר לָהֶן בְּמִיתָתָן אוֹ בִּלְקִיָּתָן עַד שֶׁיַּעֲשׂוּ תְּשׁוּבָה וְיִתְוַדּוּ. וְכֵן הַחוֹבֵל בַּחֲבֵרוֹ וְהַמַּזִּיק מָמוֹנוֹ אַף עַל פִּי שֶׁשִּׁלֵּם לוֹ מַה שֶּׁהוּא חַיָּב לוֹ אֵינוֹ מִתְכַּפֵּר עַד שֶׁיִּתְוַדֶּה וְיָשׁוּב מִלַּעֲשׂוֹת כָּזֶה לְעוֹלָם שֶׁנֶּאֱמַר (במדבר ה-ו) “מִכָּל חַטֹּאת הָאָדָם”:

Todos os mandamentos da Torah: sejam eles mandamentos positivos (que devemos fazer) ou mandamentos negativos (que nos proibe de fazer algo); se uma pessoa transgride qualquer um deles, se fez isso intencionalmente,ou se o fez involuntariamente, quando a pessoa se arrepende e retorna de sua transgressão – é obrigado a confessar diante de D’us, Bendito seja, como diz (Números 5: 6- 7), Dize aos filhos de Israel: Quando homem ou mulher fizer algum de todos os pecados humanos, … E confessará o seu pecado que cometeu; … – referindo-se a uma confissão verbal. E esta confissão, é um mandamento positivo. Como esta pessoa deve confessar? Ele deve dizer: ” Eu te rogo, Hasnem, porque pequei, porque errei, eu tenho [voluntariamente, ou involuntariamente] transgredido, eu cometi [relata as suas transgressões] tais e tais, estou arrependido e envergonhado por minhas ações, e eu nunca mais voltarei aos meus velhos hábitos. ” Esta é a essência da confissão, e quem quer alongar [a confissão], este é muito louvável. E assim também deve ser a maneira de pedir perdão para quem cometeu os erros e se tornou passivel de oferecer os sacrifício por pecado (Chatat) E por culpa (Ashan): no momento em que eles trazem os sacrifícios pelos seus pecados intencionais ou não intencionais, os sacrifícios não expiam seus pecados até que se arrependam [fazem Teshuvá] e confessam verbalmente [fazer Vidui], como está dito, “ele confessará o assunto em que ele pecou” (Levítico 5: 5). Assim também para aqueles que são responsáveis por pena de morte por apedrejamento ou enforcamento, sua morte ou enforcamento não expiará sua transgreção sem que se arrependa [fazer Teshuvá] e confessar verbalmente [fazer Vidui]. E também alguém que tenha ferido seu companheiro ou danificado sua propriedade, mesmo que ele pagou o que deve, ele não expiou até que ele confessa e a divida e ações semelhantes perduram para sempre, como se diz, de todos os pecados do homem ( Números 5: 6).

1, 2

שָׂעִיר הַמִּשְׁתַּלֵּחַ לְפִי שֶׁהוּא כַּפָּרָה עַל כָּל יִשְׂרָאֵל כֹּהֵן גָּדוֹל מִתְוַדֶּה עָלָיו עַל לְשׁוֹן כָּל יִשְׂרָאֵל שֶׁנֶּאֱמַר (ויקרא טז-כא)“וְהִתְוַדָּה עָלָיו אֶת כָּל עֲוֹנֹת בְּנֵי יִשְׂרָאֵל”. שָׂעִיר הַמִּשְׁתַּלֵּחַ מְכַפֵּר עַל כָּל עֲבֵרוֹת שֶׁבַּתּוֹרָה, הַקַּלּוֹת וְהַחֲמוּרוֹת, בֵּין שֶׁעָבַר בְּזָדוֹן בֵּין שֶׁעָבַר בִּשְׁגָגָה, בֵּין שֶׁהוֹדַע לוֹ בֵּין שֶׁלֹּא הוֹדַע לוֹ, הַכּל מִתְכַּפֵּר בְּשָׂעִיר הַמִּשְׁתַּלֵּחַ. וְהוּא שֶׁעָשָׂה תְּשׁוּבָה. אֲבָל אִם לֹא עָשָׂה תְּשׁוּבָה אֵין הַשָּׂעִיר מְכַפֵּר לוֹ אֶלָּא עַל הַקַּלּוֹת. וּמַה הֵן הַקַּלּוֹת וּמַה הֵן הַחֲמוּרוֹת. הַחֲמוּרוֹת הֵן שֶׁחַיָּבִין עֲלֵיהֶם מִיתַת בֵּית דִּין אוֹ כָּרֵת. וּשְׁבוּעַת שָׁוְא וָשֶׁקֶר אַף עַל פִּי שֶׁאֵין בָּהֶן כָּרֵת הֲרֵי הֵן מִן הַחֲמוּרוֹת. וּשְׁאָר מִצְוֹת לֹא תַּעֲשֶׂה וּמִצְוֹת עֲשֵׂה שֶׁאֵין בָּהֶן כָּרֵת הֵם הַקַּלּוֹת:

O Bode de Azazel (No Yom Kipur), uma vez enviado, faz expiação por todo Israel, o Sumo Sacerdote faz a confissão sobre ele usando uma linguagem inclusiva de todos os filhos de Israel, como diz (Levítico 16:21), “porá ambas as suas mãos sobre a cabeça do bode vivo, e sobre ele confessará todas as iniqüidades dos filhos de Israel, e todas as suas transgressões, e todos os seus pecados” . O bode expiatório enviado para o Deserto [no Yom Kippur] expia os pecados da Torah, até mesmo os pecados pequenos, sejam transgredidos intencionalmente ou não, se é dado a conhecer ou desconhecidos – todos são expiados através do bode de Azazel. Ou seja, se o arrependimento é alcançado [por Israel]. Mas se o arrependimento não foi alcançado, o bode única expia as transgreções leves. O que são “leves” e quais são “os pesados”? Os pesados são pecados que têm a obrigação de morte por um Triunal ou estirpação [pelo Céu]. E juramentos falsos ou vãos, mesmo que eles não têm a pena de extirpação [Karet], são dos mais pesados. E o resto dos mandamentos negativos, e os mandamentos positivos que não têm a pena de extirpação – são dos leves.

1, 3

בַּזְּמַן הַזֶּה שֶׁאֵין בֵּית הַמִּקְדָּשׁ קַיָּם וְאֵין לָנוּ מִזְבַּח כַּפָּרָה אֵין שָׁם אֶלָּא תְּשׁוּבָה. הַתְּשׁוּבָה מְכַפֶּרֶת עַל כָּל הָעֲבֵרוֹת. אֲפִלּוּ רָשָׁע כָּל יָמָיו וְעָשָׂה תְּשׁוּבָה בָּאַחֲרוֹנָה אֵין מַזְכִּירִין לוֹ שׁוּם דָּבָר מֵרִשְׁעוֹ שֶׁנֶּאֱמַר (יחזקאל לג-יב) “רִשְׁעַת הָרָשָׁע לֹא יִכָּשֶׁל בָּהּ בְּיוֹם שׁוּבוֹ מֵרִשְׁעוֹ”. וְעַצְמוֹ שֶׁל יוֹם הַכִּפּוּרִים מְכַפֵּר לַשָּׁבִים שֶׁנֶּאֱמַר (ויקרא טז-ל) “כִּי בַיּוֹם הַזֶּה יְכַפֵּר עֲלֵיכֶם”:

Enquanto o Templo Sagrado não existe e não há altar da expiação, a Teshuvah (Arrependimento) é tudo o que temos – Teshuvah expia todos os pecados. Mesmo uma pessoa que foi mau todos os seus dias e faz Teshuvah , no final, nós não mencionamos qualquer ato seu de maldade, como ele diz, ” quanto à impiedade do ímpio, não cairá por ela, no dia em que se converter da sua impiedade ” (Ezequiel 33:12). E a pessoa mesma no dia de Yom Kipur expia por suas transgreções se fizer Teshuvá, como está dito, “Porque naquele dia se fará expiação por vós” (Levítico 16:30).

1, 4

אַף עַל פִּי שֶׁהַתְּשׁוּבָה מְכַפֶּרֶת עַל הַכּל וְעַצְמוֹ שֶׁל יוֹם הַכִּפּוּרִים מְכַפֵּר. יֵשׁ עֲבֵרוֹת שֶׁהֵן מִתְכַּפְּרִים לִשְׁעָתָן וְיֵשׁ עֲבֵרוֹת שֶׁאֵין מִתְכַּפְּרִים אֶלָּא לְאַחַר זְמַן. כֵּיצַד. עָבַר אָדָם עַל מִצְוַת עֲשֵׂה שֶׁאֵין בָּהּ כָּרֵת וְעָשָׂה תְּשׁוּבָה אֵינוֹ זָז מִשָּׁם עַד שֶׁמּוֹחֲלִין לוֹ, וּבְאֵלּוּ נֶאֱמַר (ירמיה ג-כב) “שׁוּבוּ בָּנִים שׁוֹבָבִים אֶרְפָּה מְשׁוּבֹתֵיכֶם” וְגוֹ’. עָבַר עַל מִצְוַת לֹא תַּעֲשֶׂה שֶׁאֵין בָּהּ כָּרֵת וְלֹא מִיתַת בֵּית דִּין וְעָשָׂה תְּשׁוּבָה, תְּשׁוּבָה תּוֹלָה וְיוֹם הַכִּפּוּרִים מְכַפֵּר, וּבְאֵלּוּ נֶאֱמַר (ויקרא טז-ל) “כִּי בַיּוֹם הַזֶּה יְכַפֵּר עֲלֵיכֶם”. עָבַר עַל כְּרֵתוֹת וּמִיתוֹת בֵּית דִּין וְעָשָׂה תְּשׁוּבָה, תְּשׁוּבָה וְיוֹם הַכִּפּוּרִים תּוֹלִין וְיִסּוּרִין הַבָּאִין עָלָיו גּוֹמְרִין לוֹ הַכַּפָּרָה. וּלְעוֹלָם אֵין מִתְכַּפֵּר לוֹ כַּפָּרָה גְּמוּרָה עַד שֶׁיָּבוֹאוּ עָלָיו יִסּוּרִין, וּבְאֵלּוּ נֶאֱמַר (תהילים פט-לג)“וּפָקַדְתִּי בְשֵׁבֶט פִּשְׁעָם וּבִנְגָעִים עֲוֹנָם”. בַּמֶּה דְּבָרִים אֲמוּרִים בְּשֶׁלֹּא חִלֵּל אֶת הַשֵּׁם בְּשָׁעָה שֶׁעָבַר אֲבָל הַמְחַלֵּל אֶת הַשֵּׁם אַף עַל פִּי שֶׁעָשָׂה תְּשׁוּבָה וְהִגִּיעַ יוֹם הַכִּפּוּרִים וְהוּא עוֹמֵד בִּתְשׁוּבָתוֹ וּבָאוּ עָלָיו יִסּוּרִין אֵינוֹ מִתְכַּפֵּר לוֹ כַּפָּרָה גְּמוּרָה עַד שֶׁיָּמוּת. אֶלָּא תְּשׁוּבָה יוֹם הַכִּפּוּרִים וְיִסּוּרִין שְׁלָשְׁתָּן תּוֹלִין וּמִיתָה מְכַפֶּרֶת שֶׁנֶּאֱמַר (ישעיה כב-יד) “וְנִגְלָה בְאָזְנָי ה’ צְבָאוֹת” וְגוֹ’ (ישעיה כב-יד) “אִם יְכֻפַּר הֶעָוֹן הַזֶּה לָכֶם עַד תְּמֻתוּן”:

Mesmo que o arrependimento (Teshuvah) expia por todos, e no dia de Yom Kipur também as transgreções são perdoadas – há alguns pecados que podem ser expiados instantaneamente, e alguns pecados que só são expiados após o passar do tempo. Quais são estes casos? Se uma pessoa viola um mandamento positivo para o qual a punição não é Karet e fez Teshuvah – antes mesmo que ele se mova estará perdoado. Em relação a tais pessoas é dito ” Voltai, ó filhos rebeldes, eu curarei as vossas rebeliões.” (Jeremias 3:22) . Se uma pessoa violou um mandamento negativo para o qual o castigo não é nem Karet nem pena Capital e fez Teshuvah – sua transgreção é perdoada em Yom Kippur para efeitos expiação; e em relação a tais pessoas é dito, “Porque naquele dia se fará expiação por vós” (Levítico 16:30). Se uma pessoa violou um mandamento para o qual a punição é Karet ou pena Capital e fez Teshuvah – a Teshuvah e Yom Kipur suspende-o da culpa e o sofrimento cai sobre ele para efeitos de expiação. E não importa quanto tempo passe, ele não recebe expiação completa até que algum sofrimento recaia sobre ele; e em relação a tais pessoas é dito, “Então visitarei a sua transgressão com a vara, e a sua iniqüidade com açoites.” (Salmos 89). Que exemplos de casos são estes? Casos em que ele não profanaram o Nome [de D’us] no momento da violação. Mas alguém que profana o Nome [de D’us], mesmo que ele faça Teshuvah, o Yom Kipur passar e ele permanecer em seu arrependimento (Teshuvá), e ainda que o sofrimento venha sobre ele – ele não receberá expiação completa até que ele morra; Pois não bastará a Teshuvah, o Yom Kippur, e todos os tipos de sofrimento para que seja perdoado, e somente a morte expiará, como está dito, “Mas o SENHOR dos Exércitos revelou-se aos meus ouvidos, dizendo: Certamente esta maldade não vos será expiada até que morrais, diz o Senhor D’us dos Exércitos.” (Isaías 22:14).

Rav Y. Lopes